sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Liberdade condicional


Não quero um amor de vez em quando.
Quero um amor incondicional.
Quero que me ligue de cinco em cinco minutos,
Diga que me ama,
Que me odeia,
Que pintou as unhas.
Eu quero sufoco.

Pressione meu pescoço contra a parede e me beije.
Aperte minha jugular com o dedão, prenda meu sangue,
Deixe-me sem ar.
Quero sentir tua saliva descendo pela minha garganta,
Teu coração batendo na minha boca.

Eu quero ser só teu.

Arraste-me para onde for;
Obrigue-me a ir, por favor,
Não me deixe sair sozinho.
Interrogue os meus amigos,
Ande sempre do meu lado direito e cegue meu olho esquedo.
Só me deixe olhar pra você.

Eu não quero liberdade.

Rastreie cada número desconhecido do meu celular,
Leia cada letra das minhas mensagens,
Decifre todas as minhas ironias,
E finja que tem ironia quando não tem.

Eu não quero metade do todo,
Nós não estamos mais no começo.
Pitágoras era um mal-amado.

Quero toda tua atenção,
Todos os teus cuidados,
Todos os teus cheiros,
Todas as tuas cores,
Todos os teus cabelos,
Todas as tuas dúvidas,
Todos os teus acertos,
Todos os teus anseios.

Eu só te quero se for inteiro. 

                          Guilherme Quintanilha



 
Liberdade na vida é ter um amor para se prender.
Fabrício Carpinejar

17 comentários:

Junior R. disse...

Guilherme, a cada texto me deixa sem o que dizer, sinceramente!Muito profundo, ideal e fabuloso...Parabéns!Marcantes frases, um sentimento sem comparação.

Abraço

Dommin disse...

Gostei imenso do teu blog e do que escreves :)*

Sylvia Oliveira disse...

Acho digno querer as coisas por inteiro. Desta forma não existe hipocrisia, nem meio termo.
Lindo o texto.
Parabéns!


Sylvia Oliveira
RJ

Tati disse...

Oi Guilherme,
Impossível não seguir seu blog também. Que coisa 'forte' essa que escreveu nesse post.
Preciso confessar que muito me agrada um amor assim, outras pessoas diriam 'que sufoco', mas eu gosto dessa coisa inteira, profunda. Muito bom o texto.
Até mais..
beijos!

Amanda disse...

Que texto profundo, adorei.
Continuo assim,
bjs
(blog motivos ingenuos)

Lais Maroubo disse...

Oii Guii..
fico mto contente em ter recebido sua visita la no meu cantinho.
Espero q tenha gostado, pois faço tdo com mto carinho.

Ameeei seu texto.
quem dera homens fossem mesmo dessa forma..
"nao quero liberdade"

mas ameei!

Parabens pelo blog..
to seguindo-te tb..

e ve se apareça.
Tem post novo

;**

Alana Lima disse...

Ameei seu post...
eu estou precisando me sentir sufocada tbm ... =/
Beijoos...

Alternativa teen disse...

seguindo

Sâmela disse...

Amei o blog e o layout, você me descreveu no texto, é bom saber que existem homens que gostam desse ''sufoco''.

Júúh disse...

Gosteei'.. *

Deny Alves disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Deny Alves disse...

Você é incrivelmente brilhante.

Obs: Você me completa, aí sim sou inteira. :)

Débora S. disse...

Adorei seu blog, seus textos então, são ótimos. Gostei msm.

Seguindo! :)
Bjs

Anônimo disse...

Il semble que vous soyez un expert dans ce domaine, vos remarques sont tres interessantes, merci.

- Daniel

Felipe Faverani disse...

Oi, Guilherme, tudo bem?
Belo e sincero texto.
Abraço.

Luan Sachetti ; disse...

Post impecável. Gostei muito!
Abraço.

carol vasconcelos disse...

acho que nesse texto acabei descobrindo que bem no fundo, talvez você seja como eu. tenho uma visão muito romântica do amor e dos relacionamentos, quero pra mim aquele amor que vai fazer o coração disparar todas as vezes que o ver, que vai me deixar sem e ar e coisa e tal. acho que ainda vou quebrar muito a cara esperando esse amor chegar. :x seu texto é lindo guilherme, é cheio de amor, e também uma vontade imensa de se ser amado. só acho que por mais que se ame, as vezes liberdade é um pouco bom sabe, pra não nos perdemos de nós mesmos. eu bem sei que um relacionamento que te deixa sufocado é um passo pra que ele não dê certo, vivo um desses. :99